quarta-feira, 31 de outubro de 2007

"All We need is Love"


Apresento meu novo trabalho em arte digital, o qual denominei de "All We Need is Love".

Qualquer semelhança com a música dos Beatles não é tão coincidência... mas explico porque: fiquei recordando essa música enquanto fazia essa arte.
E a música está tão, mas tão grudada na minha cabeça que eu não poderia dar outro nome ao trabalho que senão esse.


Quantas vezes a vida nos apresenta situações em que ficamos totalmente "perdidos" ou mesmo sem saber o que fazer, falar ou pensar... não é mesmo?
Tem vezes que parece que tudo, mas tudo mesmo, resolve acontecer ao mesmo tempo e com total intensidade... e ficamos a pensar: por que?

Bom, a resposta não sei... mas acredito que tudo na vida tem um propósito, uma razão de ser, estar, acontecer...e que temos de aprender a conviver com isso...

E para superar, enfrentar e até mesmo viver esses altos e baixos, essa maluquice total que é a vida, só com muito AMOR mesmo.... então... fica aí a minha nova obra como uma proposta, uma mensagem de que é sempre preciso acreditar... fazer... ter... AMOR...


*Trabalho desenhado com o mouse comum de computador (Arte Digital), utilizando o software Corel Painter IX.

terça-feira, 23 de outubro de 2007

Meu quadro: " Piuí "



Após todo um planejamento prévio (iniciado em Julho, no recesso escolar), com esboços e planejamento de tamanho de tela painel, disposição, criação da idéia, etc etc... e alguns meses de pintura delicada e dedicada, finalmente ficou pronto meu novo quadro, o qual batizei de "Piuí "!
O nome surgiu em virtude da expressão sonora que todos nós lembramos ao falar e/ou mesmo pensarmos em um trem: piuí !!!

O quadro é totalmente infantil, foi planejado pra isso. Na verdade a criação foi feita pensando-se especialmente em seu destinatário: uma bebê que está por vir ao mundo, neta de uma amiga da minha mãe.
Como na época da criação do quadro não sabíamos o sexo do bebê que estava por vir, pensei em logo criar uma obra que tivesse um caráter totalmente infantil, mas que não fosse ligada somente a um sexo.. mas sim que fosse ligada aos dois, ou seja, que tivesse identificação tanto com os meninos como com as meninas.
Foi aí que surgiu a idéia do trenzinho: um trem infantil, alegre, simples, de brinquedo, repleto de cores e bichinhos, expressando amor, carinho e alegria (coisas que desejamos a uma criança que está vindo ao mundo, né?!).
E, claro, um maquinista todo simpático e feliz, dirigindo o pequeno trenzinho pelo mundo.

Os animais escolhidos são alguns animais que as crianças adoram e que fazem parte das histórias e brincadeiras infantis: leão, elefante, girafa e foca. Cada um com uma expressão peculiar e simpática, o que confere um ar de graça ao quadro.

O tamanho da tela painel é de 50x20cm, a técnica utilizada é óleo sobre tela.

Seguem abaixo algumas das imagens, com detalhes, de cada pedaço do quadro, para uma melhor idéia da obra:


O maquinista simpático e sorridente conduzindo o pequeno trem...

O leãozinho em destaque, com sua exuberante juba e carinha marota...

O elefantinho e a girafinha, ambos com carinhas engraçadas: a girafa com ar de curiosa e o elefante com carinha sapeca (expressões típicamente infantis)...

Por fim, a foquinha com sua inseparável bola (um "clássico" das histórias infantis) conferindo um ar de brincadeira e travessura ao trenzinho.

A lateral esquerda da tela painel.

E, por fim, a lateral direita da tela painel.

Esse é um exemplo de quadro que pode muito bem decorar qualquer ambiente infantil, mas que foi especialmente planejado para um quarto de bebê e que com certeza irá alegrar um pouco mais o cantinho da nenê que está por vir.

"Tio Zinho do Ônibus" participa de concurso de Arte

"Tio Zinho do Ônibus" está participando de um concurso virtual de quadros.
Conto com o seu voto, hein?

Para votar:
http://www.culturevulture.org.br/concurso_quadro_do_mes_votacao.htm

Vote no quadro nº4 - "Tio Zinho do Ônibus"

Muito obrigada!! Beijinhos!

Mais alguns Kusudamas...

Estou numa fase bem produtiva... ainda mais depois de ficar alguns dias sem itnernet, acumularam-se os trabalhos para serem aqui postados e mostrados a vocês.
Nesse meio tempo em que estive ausente, fiz mais dois kusudamas do modelo Spring (que é de longe um dos meus favoritos).

Primeiramente, um seguindo o modelo tradicional de kusudamas, ou seja, apresentando cauda.
Na verdade o correto é fazer cauda com fio de seda, mas como boa brasileira (risos) utilizo materiais alternativos nos meus trabalhos, então fiz a cauda com linha de crochê.
Seguem abaixo as fotos. Esse kusudama foi presente para a namorada do meu irmão.



Acima, o kusudama com as abinhas fechadas, parecendo um poliedro.
Abaixo, o kusudama com as abinhas abertas, formando as flores que dão o nome de "Spring" (Primavera) ao kusudama.


A seguir, o outro kusudama que fiz. Dessa vez utilizei, igual no que fiz pro Denilson, fio de nylon, miçangas e alguns tsurus ao invés da cauda. E, além disso, nverti a ordem da dobra dos módulos, conferindo às flores a cor branca e ao kusudama o estampado do papel (super alegre).
Seguem abaixo as fotos:


Na foto abaixo, um close do kusudama (a qualidade da foto não está muito boa, mas dá pra se ter uma noção):


Esse kusudama dei de presente a minha mãe, que adorou o presente.

Quadro em Quilling - Parte 2

Continuando a mostrar o passo a passo da realização do meu primeiro quadro em quilling, fotografei mais alguns momentos da confecção do mesmo.
Abaixo segue foto mostrando o preenchimento das pétalas das flores dentro do coração, com tirinhas azuis.


Depois de preencher as pétalas, resolvi dar início ao preenchimento do coração, com tirinhas vermelhas. Essa etapa ainda não está finalizada, muito pelo contrário... levará mais um bom tempinho, já que é muito trabalhoso por ser uma área grande e eu estar fazendo peças miudinhas e delicadinhas de Quilling.
Além disso, resolvi já preencher os miolinhos das flores com tirinhas amarelas, conforme vocês podem conferir na foto abaixo:

Estou gostando muito do trabalho. Vai levar um bom tempo para ser finalizado, até porque tenho vários outros projetos em andamento, mas com certeza o resultado final valerá a pena tanto esforço!

quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Quadro em Quilling - Parte 1

Resolvi fazer uma releitura de um quadro meu (aliás, um desenho) que até já postei aqui, o "In Love", utilizando a técnica "Quilling".
Bom, ainda não finalizei esse projeto, mas resolvi mostrar a vocês o andamento do mesmo.
Seguem abaixo as fotos iniciais do projeto:


Primeiramente risquei as tirinhas de papel e depois cortei com tesoura uma a uma (ai que falta faz um triturador de papel ou uma gilhotina nessas horas, viu?).


Depois fiz o desenho desejado (no caso uma releitura do meu quadro "In Love") no papel Canson tamanho A4, com lápis HB bem de leve, só para me dar uma idéia do desenho.


Depois o que fiz: peguei as tirinhas de papel pretas e colei no papel fazendo os contornos pretos da minha obra. Esse foi um trabalho de muita paciência e delicadeza, afinal colar papel na vertical e ainda com formas completamente arredondas não é tarefa muito fácil, concordam?
Mas adorei o resultado!!

No próximo post estarei mostrando o andamento desse trabalho minucioso, mas também muito gostoso, que estou fazendo.

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Aulas de Quilling

Iniciei semana passada, mas estarei trabalhando a fundo com todas as turmas a partir dessa semana, o plano de aula sobre a técnica "Quilling". E pelo que vi, meus alunos ficaram já hiper entusiasmados (e alguns já começaram a produzir peças interessantíssimas!).

"Quilling" é a arte de enrolar filipetas de papel e compor as mais diferentes formas e figuras.
Pelo o que pesquisei, é uma técnica que surgiu há muitos e muitos anos na Europa, com o intuito de decoração (as senhoras utilizavam a técnica para compor peças religiosas, decorar quadros e caixas, entre outros...).

Para que meus alunos tivesse uma idéia inicial do que é o "Quilling", improvisei um painel com algumas figuras bem simples que podem ser feitas com a técnica: dois tipos de flores, alguns balões de aniversário e uma borboleta. Conforme figura abaixo:
Eles amaram! E já ficaram hiper entusiasmados.
Aí o que pedi? Pedi para que cada grupo da sala se encarrega-se de recortar tirinhas de papel color plus, com largura de 0,5 cm, de cores diferentes, para que depois nós começassemos a aprender as formas básicas do "Quilling".

Para ensinar as formas básicas a eles (algumas das infinitas formas que podem ser criadas com as filipetas de papel enroladas), confeccionei uma espécie de "gabarito", no qual colei uma forma de cada tipo. O mesmo pedi a eles que fizessem: conforme iam criando as formas, iam colando num papel para que depois tivesse um "gabarito", um referencial para suas futuras confecções de peças em "Quilling".
Eis o gabarito que fiz (super simples):


Na próxima aula confeccionaremos cartões e marcadores de livros utilizando a técnica. Estou ansiosa por ver os trabalhos de meus alunos... e providenciarei fotos para mostrar a vocês também as belas produções deles (sim, porque já imagino as lindas criações que farão!).


Contador de Visitas

Olá pessoal !

Ontem, dia 14/10/07, coloquei um contador de visitas no blog!
Qual o intuito desse contador?
Bom, o intuito é ter uma noção de quantas pessoas passam por aqui e quais os temas mais procurados por aqueles que aqui acessam, visando assim o aperfeiçoamento do blog e a publicação de mais material de interesse de vocês.
Além, claro, de saber um pouco mais a respeito dos visitantes que por aqui passam.

Mas o legal e importante é que vocês, visitantes, deixem suas opiniões, sugestões, recadinhos nos comentários. Leio todos com atenção e retorno assim que possível.

Um grande abraço a todos e aguardem pois estou com muitas novidades a caminho...

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

"Love colours"


Novo trabalho!
Dessa vez uma arte digital, feita totalmente no computador (usando o software Corel Painter e desenhando com o mouse comum).
O nome da gravura é "Love Colours".
Procurei representar as diferentes cores que o amor tem por sua essência: diferentes cores frias e quentes que se alternam. Essa alternância e cores representa os altos e baixos que uma relação tem ou mesmo os momentos felizes e os tristes também.
Usei duas cores frias e duas quentes porque mesmo os momentos alegres (ou os tristes) são diferentes... há diferentes situações que nos causam alegria, assim como diferentes momentos que podem nos entristecer.

Na verdade, acredito que cada um verá essa obra com um olhar... até porque os nossos sentimentos influem muito na nterpretação das coisas e do mundo... e isso é maravilhoso!!

A gravura, para finalizar, quer representar que o amor é feito de todos esses momentos... e pra ser tão belo quanto é, precisa mesmo dessa mescla de cores frias e quentes (momentos tristes, difíceis, como também alegres e maravilhosos).